Xamanismo: Um caminho de vida

A cultura, bem como os costumes, crenças e tradições dos povos são,sem dúvida, seu maior Tesouro. O xamanismo vem ao encontro deste conceito, pois caminha há milênios com a humanidade, desde os seus primórdios, revelando com sabedoria e beleza toda crença de um povo milenar.

Os índios sempre foram figura-chave na história e na formação das civilizações. Sendo eles os precursores de toda a civilização a partir da chegada do homem neste planeta; qualquer um de nós, retrocedendo no tempo, encontrará a milhares de anos nosso ancestral indígena. Negá-lo é negar a nós mesmos. Escondê-lo é esconder-se de nós mesmos. Tentar apagá-lo é tentar apagar nossa própria memória, o registro, o início de nossa existência material no plano terrestre. Sua ligação com a natureza, com os espíritos e o poder superior, faz refletir sobre nossa essência, nossos deveres com a natureza e nossos semelhantes, refletindo nossa busca de luz na caminhada espiritual.

O respeito pelo movimento cíclico e sábio da natureza foi abrindo espaço no coração daqueles que anseiam compartilhar a sabedoria milenar e, encantados com a riqueza milenar desses povos, o xamanismo sobrevive e viceja, orientando e curando corpo e alma, confortando e trazendo esperança e alegria ao coração dos discípulos.

O xamanismo não discrimina sexo, idade, raça ou doutrinas religiosas. Por esse motivo, está disponível a todo ser humano que esteja em busca de si mesmo ou de algo maior para sua completa realização, seja como essência, seja como desenvolvimento mental e espiritual nesta vida.

O xamanismo é uma forma de se ligar o espírito com o universo, despertando-nos para nossa consciência cósmica de espíritos universais e é parte da nossa herança com o mundo espiritual. O dom que possuímos e que por muitas vezes não o desenvolvemos por preconceito ou simples desconhecimento, tornando-nos cada vez mais indefesos, enfraquecidos no mundo totalmente vulnerável e desgastante em que habitamos.

O xamanismo também é um estado de espírito, enxergar o universo de outra dimensão, sendo possível a aqueles que desejam expandir sua consciência para adquirir conhecimentos e discernimento acerca desta milenar sabedoria.

A tradição xamânica fala de um importante papel do xamã e de sua função desde os primórdios da humanidade: pratica a cura através das plantas, aconselha, faz a ponte de contato do homem com a divindade nos rituais xamânicos, trazendo informações e autoconhecimento ao seu povo.

O xamã é o curandeiro das almas, orientador e vigilante, não se leva rótulos religiosos, tampouco preconceitos. Por esse motivo, o xamã poderá estar na alma de um médico, um lavrador ou peregrino e de todo ser humano que deseje administrar suas emoções e evoluir no processo de autoconhecimento. A busca do conhecimento espiritual é longa e as almas deste povo encantador e misterioso peregrina através do tempo e do espaço, em busca de luz, novos e antigos conhecimentos da natureza divina para o seu interior neste mundo fascinante do XAMANISMO e da natureza divina.

Mestre Rogério Rigoni