Babaçu

Babaçu - Orbitgnya pharelata

Reino Plantae
Divisão Magnoliphyta
Classe Liliopsida
Ordem Arecales
Família Arecaceae
Gênero Orbignya
Espécie O. pharelata

Nomes Populares: Babaçu, Baguaçu, Coco-de-macaco, Palha-Branca e etc.

Características: Palmeira nativa brasileira, em concentração na região Nordeste e Norte do Brasil, principalmente nos Estado do Maranhão onde se encontram várias áreas com extensos babaçuais, estendendo-se da Floresta Amazônica à Mata Atlântica da Bahia. De porte grande, pode atingir até 20m de altura, sua estipe é ereta e sem ramificações laterais, apresenta folhas compostas com cerca de 8m de comprimento de coloração verde e arqueadas voltadas para o céu.

As flores produzidas em grande quantidade estão dispostas em inflorescência tipo cacho, são amarelo-claro e brancas de tamanho relativamente pequeno. Os frutos castanhos são ovais alongados, e o seu interior é composto por uma polpa branca e um caroço central onde se localizam de 3 a 5 sementes de formato alondago e ricas em óleo.

Do Babaçu aproveita-se praticamente tudo, o mais conhecido são suas sementes chamadas de amêndoas que servem para a alimentação humana, elas são extraidas de maneira extrativista por pequenas comunidades das regiões, onde os homens escalam a palmeira e colhem os “cocos” e suas mulheres (as quebradeiras) os quebram de maneira artesanal, colocando os cocos entre as pernas e batendo neles com facões e/ou martelos separando assim as amendoas, que são na maioria das vezes vendidas a empresas fabricantes de óleo crú, sabão e glicerina, devido a grande quantidade de materiais graxos contidos nas sementes. Esta prática é para muitos o único meio de sobrevivencia.
As folhas do babaçu são utilizadas para o artesanato, na construção de telhados, e para a criação de animais nos períodos de seca. As palmeiras jovens produzem palmito e as estipes mais velhas são usadas na marcenaria ou como abubo quando apodrecidos. Das sementes verdes também é extraído um líquido muito rico que pode ser consumido como leite. A casca do coco do babaçu pode ser utilizada na produção de carvão vegetal e também no processo de produção de etanol e derivados.

Referências

http://materiaprimas.blogspot.com/2008/07/babau-orbignya-phalerata-mart.html
http://globoruraltv.globo.com/GRural/0,27062,LTP0-4373-0-L-B,00.html
http://www.biodieselbr.com/plantas/babacu/babacu.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Baba%C3%A7u